Laboratório de Análise de Água utilizada em procedimentos de hemodiálise

O GMN Nefrolab procurou a CSTQ Jr. com o desejo de expandir a área de atuação das análises laboratoriais realizadas. O alvo da expansão foi o mercado de análise de água utilizada em tratamentos de hemodiálise.

    Resumo

    Tendo há anos um laboratório de análise de sangue em pleno funcionamento, o GMN Nefrolab procurou a CSTQ Jr. com o desejo de expandir a área de atuação das análises laboratoriais realizadas. O alvo da expansão foi o mercado de análise de água utilizada em tratamentos de hemodiálise. Assim, foi necessário estruturar desde as metodologias de análise até os equipamentos a serem utilizados e a viabilidade econômica para montagem do laboratório. Tendo em vista que os padrões requeridos, para este fim, são mais rigorosos e específicos quando comparados à água para consumo humano, foi necessário realizar um estudo profundo para atender, da melhor forma possível, a necessidade do cliente. Com o projeto realizado, foi possível viabilizar a total estruturação do laboratório e, em breve, serão iniciadas as novas operações.

 

    Introdução

    O GMN foi inaugurado em 1992 em Belo Horizonte/MG por médicos especialistas em Nefrologia Clínica. Tendo trabalhado anteriormente em clínicas de hemodiálise, os fundadores decidiram começar um negócio voltado para realização de exames requeridos pelo Ministério da Saúde dos pacientes em terapia substitutiva. Consolidaram-se no mercado brasileiro conseguindo atender unidades de diálise distribuídas pelo país.

    Em 2016, encontraram no mercado um gap relacionado à análise de água utilizada nos procedimentos hemodialíticos das Clínicas de Diálise. A quantidade de laboratórios que realizam as análises com os padrões exigidos pela ANVISA é escassa, tendo em vista que são mais rigorosos que os parâmetros para água de consumo humano. Assim viram a oportunidade de expandir o negócio e consequentemente atender de forma mais completa seus clientes.

    Diante da necessidade de conhecimentos sobre legislações e normas específicas demandadas pela nova área de atuação, encontraram na CSTQ Jr. uma consultoria personalizada que de fato suprisse o que era primordial para o desenvolvimento do projeto. Além disso, o projeto foi inteiramente pautado no rigor exigido para credenciamento do laboratório na ANVISA.

    Foram definidas metodologias de análise dos parâmetros requeridos, equipamentos a serem utilizados, mão de obra e procedimentos operacionais padrão (POP). Ainda mais, o projeto também foi analisado economicamente, sendo calculado o custo das análises, a estimativa de receita e a projeção de fluxo de caixa para um horizonte temporal de 2 anos.

    Desenvolvimento

    O projeto teve início com um estudo aprofundado para que a equipe tivesse conhecimento tanto sobre tal assunto específico, quanto sobre as normas e legislações referentes ao tópico. Ademais, o suporte dos professores do Instituto de Química da Universidade de Brasília se mostrou fundamental principalmente para dar os direcionamentos iniciais.

    Primeiramente, foram definidas as metodologias das análises microbiológicas e físico-químicas. Para o primeiro caso, foram encontradas diversas possibilidades; porém, a melhor solução para a realidade do cliente foi escolhida a partir de uma estimativa de demanda e do valor de mercado dessas análises. Estudamos, dentro do cenário em questão, possíveis concorrentes para entender o preço cobrado por este tipo de serviço e quais seriam os potenciais clientes do GMN.

    Já para as físico-químicas, encontrar uma solução viável se mostrou um desafio ainda maior que o imaginado, tendo em vista que são inúmeros os parâmetros a serem analisados e que seus respectivos Valores Máximos Permitidos (VMP) exigem métodos com níveis de detecção específicos, o equipamento necessário estava fora do orçamento permitido. Porém, a CSTQ Jr. não se limitou e buscou mostrar ao cliente outras opções para contornar o problema.

    Foram levantados cenários para analisar o retorno do investimento, feitos contatos com diversos representantes de fabricantes do equipamento em questão, realizadas buscas por equipamentos usados ou para aluguel. Também foi apresentada a possibilidade de atender outros mercados para aumentar a demanda do serviço e de viabilizar a terceirização da análise. Dentre todas essas alternativas, o cliente achou mais adequada a última. Assim, tendo definido as análises a serem realizadas dentro do laboratório e os equipamentos necessários, os POPs foram estruturados.

    Além disso, todos os outros custos que permeiam a atividade foram elencados. Foi analisada a quantidade de mão de obra necessária de acordo com o volume de análises a ser realizado e o preço da mão de obra levando em consideração encargos trabalhistas. Os equipamentos de proteção individual, materiais descartáveis, vidrarias, instrumentos, entre outros, também foram precificados para uma ideia mais assertiva sobre os custos da operação e o fluxo de caixa que isso acarretaria.

    Conclusão

    A partir dos serviços prestados pela CSTQ Jr., o cliente conseguiu atingir o desejo de expandir seu mercado de atuação. Atualmente o laboratório já foi implementado e está aguardando a certificação da ANVISA. As operações terão início em breve e serão atendidos, inicialmente, clientes de clínicas parceiras em capitais do Brasil.

CSTQ Jr. Consultoria e Serviços em Tecnologias Químicas
Empresa Júnior de Tecnologias Químicas da Universidade de Brasília

Copyright © 2018 Concentro